Trio Virgulino

Trio Virgulino no Forró na Torre

Image and video hosting by TinyPic

• Serviço
Local: Hard Rock Café – Forró na Torre
Trio Virgulino + DJS Ric e Do!dim
Data: Domingo, 27 de Maio de 2012
Horário: 18:30
R. Senador Milton Campos, 155 – Vila da Serra – BH
Ingressos: R$ 20 Normal – R$ 17 Lista Vip
Mais informações no www.forronatorre.com.br
Leia mais

Enok Virgulino no Programa Glam

Entrevista de Enok Virgulino e China no programa Glam, TV GLITZ.

Curte ae!!!

Luíz Gonzaga pura poesia…

A Vida do Viajante

 

Luíz Gonzaga

 

Minha vida é andar

Por esse país

Pra ver se um dia

Descanso feliz

Guardando as recordações

Das terras por onde passei

Andando pelos sertões

E dos amigos que lá deixei.

 

Chuva e sol

Poeira e carvão

Longe de casa

Sigo o roteiro

Mais uma estação

E a saudade no coração

 

Minha vida é andar…

Leia mais

6º Fornalha – O Sabor da Música com Trio Virgulino

 

Evento têm o tema “Almoço da Peste” e no cardápio Baião de Dois, Vaca Atolada e cerveja gelada.

 

No último domingo do mês, dia 29 de Abril, acontece a 6ª edição do Fornalha – O Sabor da Música que traz o tema Almoço da Peste com o cardápio e o ritmo nordestino. A festa que foi um sucesso em todas as suas edições passadas sempre com pratos tradicionais e samba, resgata as origens nordestinas com Baião de Dois e Vaca Atolada no cardápio e forró de trilha sonora, comandada pelo Trio Virgulino.

 

O 6º Fornalha acontece no Barracão da Samia (R. Augusto Peterlevitz, 230 – Bela Vista) em Nova Odessa. Os ingressos no valor de R$ 25 (Almoço + Caneca + Couvert Artístico) são limitados e os interessados devem enviar email com nome completo para – fornalha@quecorralavoz.com – confirmando presença (pagamento efetuado na entrada do evento). (NOMES ESGOTADOS) Leia mais

Revirando o Baú do Canto da Ema

Revirando o Baú dos editorias do Canto da Ema encontramos uma linda homenagem do Paulinho Rosa para o Enok. Confira.

 

A Luz do Forró

 

Catarata Congênita não é um nome bonito, aliás, nem o que ele significa é lá muito legal, mas foi ela quem trouxe o rapaz Enok Virgulino para o Sudeste. Catarata Congênita é o nome de uma doença genética que causa seríssimos problemas nos olhos. Dificilmente quem tem tal problema tem mais de 20% da visão. Seria resolvível, em parte, se a pessoa fizer uma operação até os 7 anos de idade, mas como o nosso personagem não tinha condições financeiras e conhecimento para isso, deixou a vida caminhar.

O que seria um drama e possivelmente uma desculpa para autopiedade e preguiça de viver, virou, para esse pernambucano de Parnamirim, mais uma força para tocar a vida em frente. E tocar literalmente, pois já que não via muito bem, apelou para outros sentidos, e a audição passou a se revelar, foi quando começou a tocar alguns instrumentos musicais.

Enok passou a se deliciar com o que ouvia e morando no sertão vizinho a Exu, terra de Luiz Gonzaga, é claro que iria para o forró!! Errado! Fez parte de uma banda de rock.

Foi por pouco tempo, pois acabou ganhando de seu pai uma sanfona, fruto de uma aposta de cachaceiros. Lá se foi aquele menino de olhar engraçado, sorriso fácil, meio desconjuntado, mas com uma luz que viria a iluminar todo o reaparecimento do forró na região Sudeste.

Enok veio para São Paulo atrás de tentar curar sua doença. Montou um Trio de Forró, o Trio Virgulino, na companhia do amigo parnamiriense Adelmo e do exuense Roberto, colegas de infância. Entre feiras, bailes e chapéus estendidos à espera de moedas, Enok acabou conhecendo alunos de veterinária da USP e daí iniciou-se uma paixão ilimitada entre o Trio Virgulino e os estudantes de São Paulo. Leia mais